NOVA FPR

Em alinhamento com o novo modelo adotado pela CBR – Confederação Brasileira de Remo, vimos apresentar o modelo da nova FPR – Federação Pernambucana de Remo, cujo principal foco será o fortalecimento do Remo Pernambucano no cenário nacional, passando principalmente pela modernização da FPR, ajustando o remo pernambucano à realidade histórica, social e jurídica de Pernambuco e do Brasil.
A NOVA FPR tem por princípios o apoio primordial aos clubes e atletas (sem os quais não existe esporte competitivo em Pernambuco), o direito de todas as forças do remo, através de seus representantes, participarem da elaboração das políticas do nosso esporte, o estimulo ao empreendedorismo e à livre iniciativa, a liberdade de opinião, a transparência de gestão e o respeito à legalidade.
Essa transformação da FPR passa também pela transparência de suas ações, através de um site moderno, onde os principais atos da Federação estarão na internet, claros, públicos e sujeitos ao controle de seus filiados, com estatutos, regulamentos diversos, relatórios de competições com fotos e vídeos, critérios de seleção e qualificação de atletas, além de outras informações administrativas de interesse relevante.
As regatas estaduais serão baseadas principalmente por competições regionais, nacionais e internacionais, às quais a Federação programar participar no ano, acrescidas de provas de interesse local, para fomentar a prática do esporte, dando ênfase a formação de novos atletas, mas também integrando os atletas veteranos nas categorias de masteres e dos paraolímpicos, que também competem nacionalmente.
OBJETIVO PRINCIPAL: Fortalecer o papel dos clubes na formulação das políticas do remo pernambucano, como responsáveis que são pela existência e desenvolvimento do esporte. Valorizar os atletas, que junto com os clubes formam a base do esporte competitivo. Capacitar os técnicos, por serem indispensáveis para o progresso do remo, através da difusão do conhecimento. Permitir a participação de todas as forças do remo pernambucano na formulação de suas políticas. Desburocratizar o remo e estimular a livre iniciativa e o empreendedorismo.

This entry was posted in Noticias and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta